• es
  • pt-br
  • pt-pt
  • fr-fr
(+34) 902 207 782

Blog sobre Retenção e Desenvolvimento do Capital Humano

Tech now: informática acessível por e para pessoas com incapacidade

informática accesible

Constituída este ano, a inovadora atividade de Tech Now remonta a anos atrás, quando os seus fundadores, Jorge Cáceres e José Manuel Delicado, ambos com incapacidade visual, apostaram em desenvolver uma informática sustentável durante a sua etapa universitária, conscientes do problema que as pessoas com algum tipo de incapacidade enfrentam em relação às novas tecnologias.

Segundo estes jovens, na universidade, teriam que dedicar semanas adaptando um programa para poder realizar o trabalho exigido pelo professor, reduzindo drasticamente o tempo que teriam para concluir o projeto em si.

Por isso, estes dois licenciados em Informática pelas Universidades de Almería e Rei Juan Carlos de Madrid, respetivamente, puseram em marcha uma micro­pyme, que segue a linha da Apple, oferecendo a pequenas empresas, universidades e instituições um serviço de auditoria, assessoria e desenvolvimento de produtos informáticos e soluções de software desde uma perspetiva de I+D acessível, apesar de não fecharem a porta a qualquer tipo de software.

Os seus clientes pedem-lhes que estudem a qualidade dos seus serviços em relação a pessoas com incapacidade e Tech Now encarrega-se de realizar um relatório, apontando as falhas detetadas e as soluções concretas para resolvê-las.

Guia livre: Como ser um bom líder de equipa

As bases

Para a criação de Tech Now, Cáceres e Delicado participaram em diversos cursos da Presidente Konecta de Investigação para o Fomento do Empreendimento das Pessoas com Incapacidade, da qual saíram cerca de 300 estudantes titulados e 13 novas pymes em um só ano.

Graças a esta formação, os dois sócios aprenderam como montar uma empresa e geri la, aprendendo desde marketing ou posicionamento em redes sociais, até procedimentos legais de constituição empresarial ou finanças, esses conhecimentos imprescindíveis para pôr em marcha Tech Now e que não se aprendem nas facultades de Informática.

Serviços

Os sócios, no momento, não se colocam limites e consideram que o campo da informática acessível é um nicho de mercado que tem ainda um longo caminho a percorrer. Apesar disso, insistem que a tecnologia adaptada não tem que ser nem mais cara nem mais feia e apresentam os benefícios que teriam qualquer negócio sem barreiras de nenhum tipo, como um supermercado onde o carro da compra seja acessível a pessoas cegas ou um hotel em que todos os clientes possam usar as instalações do mesmo modo, sem importar se tem ou não incapacidade.

Entre os seus trabalhos, Tech Now desenvolveu programações para que pessoas invisuais possam navegar por uma página web de forma mais fácil, sistemas que avisam as pessoas surdas de que estão chamando ao toque, software adaptado a cidadãos com incapacidade intelectual ou aparelhos informáticos como telemóveis ou computadores acessíveis.

Agora, esta empresa pioneira trabalha na fabricação de vitrocerâmicas acessíveis, uma ideia que esperam poder vender aos fabricantes de eletrodomésticos. Trata-se que a tendência pela digitalização das placas não impeça o seu uso pelos cidadãos com incapacidade, mediante a instalação de um painel adaptado onde a pessoa possa controlar a ignição e a temperatura.

New Call-to-action



Enric-Francesc Oliveras Responsable de Marketing online y Formación elearning
Consultor y formador apasionado de las TIC, Marketing Digital y Diseño, llevo años en continuo aprendizaje a la vez que ayudando a otros profesionales en su aprendizaje personal.

No hay comentarios

No hay comentarios todavía.

Dejar un comentario